Fala Brazlândia: uma proposta de jornalismo alternativo colaborativo

O canal Fala Brazlândia foi criado em 2018 pelo jornalista Renato Godoy com o propósito de colaborar com o pessoal que sente a necessidade de exigir e mostrar a realidade da região. Trata-se de um jornalismo alternativo. Se aproxima de um jornalismo alternativo colaborativo (de informação geral ou especializada) pois se ocupa em transmitir uma visão que é diferenciada  e crítica dos acontecimentos que normalmente são tratados pelas mídias e os assuntos que são omitidos por ela. Além de também tratar especificamente de política, economia, questões locais, questões juvenis etc. O caráter colaborativo ocorre pelo senso de ajuda, partilha e ajuda, sendo uma dimensão que é característica da comunicação popular, comunitária e alternativa ao longo dos tempos e utiliza como suporte canais impressos, orais, audiovisuais e/ou digitais (no caso da Fala Brazlândia). Se distancia do jornalismo sindical  pois este se trata de uma imprensa produzida  no universo dos sindicatos dos trabalhadores e organizações similares de categorias profissionais ( como professores ou metalúrgicos).

 Propriamente dito, caracterizado como de informação geral, à semelhança dos diários, semanários ou mensários, porém com abordagem crítica. Esse último modelo se constitui num tipo especial de jornal caracterizado como independente e não alinhado a governos e ao modo de operar da grande mídia, o qual inclui o funcionamento do meio enquanto empresa privada e a consequente submissão à lógica do mercado, como forma de gerar lucros, sistema de gestão burocrático e alinhamento estratégico aos interesses ideológicos e políticos das classes dominantes (PERUZZO, 2006). 

Organização e estrutura

Brazlândia é uma cidade pequena se comparada com Ceilandia e Taguatinga e tem muitas áreas rurais. A cidade é dividida em cinco setores: Setor Tradicional, Setor Sul, Setor Norte, Vila São José e Setor Veredas. Mesmo sendo uma cidade pequena, ela não está livre de ter problemas, além de ser uma região com características do interior: não há shopping, as pessoas são muito hospitaleiras e há muitos cultivos de frutas.

 Como ela é uma região com essas características, a grande maioria dos moradores utiliza o transporte público pois trabalham em outras regiões administrativas, e um dos principais problemas é essa demanda por transporte, pois a cidade fica a 50 quilômetros de distância do Plano Piloto, além de problemas relacionados a infraestrutura da cidade, saúde e segurança .

Dentre esses problemas é muito importante que haja um canal de comunicação comunitária que ajude a população a se informar, trazendo notícias locais,de um modo que não foque somente nos problemas, mas que enalteça a região de Brazlândia . O canal Fala Brazlândia é mais acessível no Instagram do que em outras plataformas como o Facebook e o Youtube apesar de ter frequência de postagens nas três redes sociais. No instagram sempre busca parcerias com os comércios de Brazlândia e de forma independente pelo criador Renato Godoy, que é jornalista.

 

Ações e processos comunicacionais

 

O canal Fala Brazlândia é um canal que aborda diversos temas relacionados à Brazlândia onde os moradores mandam através do WhatsApp ou de outras redes sugestões de pautas, denúncias, flagrantes, vídeos e/ou fotos de acontecimentos que eles presenciaram e podem ser uma notícia relevante para ser reportada, que é rapidamente observada pelo criador que tem disponibilidade rápida.

A linguagem é acessível e são utilizados vídeos, posts , fotos, enquetes no Instagram onde a população interage com as postagem ou stories. Tem o objetivo claro de informar a população, divulgar, denunciar, ajudar  e questionar se elas realmente conhecem o lugar em que elas moram. Ocorre também a divulgação de projetos sociais e culturais, cobranças de atitudes das autoridades e é claro incentivar a população a participar ativamente do processo de comunicação na comunidade. Ainda há divulgações relacionadas a formação da população, tais como divulgação de cursos , oportunidades de emprego e assuntos relacionados às escolas da cidade.

Nesse cenário de pandemia são divulgados informações sobre a vacinação ( atualmente de idosos), números de infectados, número de óbitos, locais onde estão ocorrendo as vacinações e informações sobre quais as faixas etárias estão sendo atualmente vacinadas e ainda busca sair às ruas ouvindo a opinião dos moradores sobre os temas que são pautados.


Por: Anna Caroline 

Fontes: 

Instagram : Fala Brazlândia, acessado em 05 de Abril de 2021.

Entrevista com o criador do perfil : Renato Godoy (via WhatsApp)

PERUZZO, Cicilia M. Krohling. Aproximações entre a comunicação popular e comunitária e a imprensa alternativa no Brasil na era do ciberespaço. Revista Galáxia, São Paulo, n. 17, p. 131-146, jun. 2009.